domingo, fevereiro 03, 2008

A Infâmia do Silêncio dos Media

in a Causa Nossa

Relatório da IGAS

Vão corrigir?
Os média e os partidos políticos que, no auge da "crise do encerramento das urgências hospitalares", que desencadeou a saída do ex-Ministro da Saúde, usaram de forma infame o caso da morte de uma criança à chegada ao hospital de Anadia, vão dar o mesmo relevo às conclusões do inquérito da Inspecção geral de Saúde, que não só afasta qualquer ligação entre as duas coisas como considera irrepreensível a assistência prestada nas ambulâncias?
Ou vão persistir na infâmia, pelo silêncio?
vital moreira, causa nossa
"

7 comentários:

naoseiquenome usar disse...

:)
Corrigir o dado por assente como bom, como "facto" pelo "povo"?
Mas o "povo" não é soberano (quando interessa?)
A vox populi, ou melhor, a interpretação que da mesma têm feito altos responsáveis, já causou duias demissões: do MS e do Pres. do C.D. do INEM.
Apaziguadas as almas?... Ou ainda não?

Anónimo disse...

A morte de uma criança à porta de uma urgência mandada encerrar 16 dias antes pelo ministro acaba, INFELIZMENTE, por ser motivo suficiente para se fazer notícias... porquê? porque choca! A informação televisiva portuguesa, no geral, vive á base da "desgraça alheia"! No fundo acaba por ser isso que a maioria gosta de ouvir/ver....
Voltando ao encerramento dos centros de saúde, enquanto não me conseguirem convencer do contrário, claro que sou contra! Porquê?
Talvez por pensar que me sinto protegida por saber que posso ter um médico ou um enfermeiro a 15 minutos!
Porque não consigo entender as vantagens... os hospitais distritais a rebentar pelas costuras.... mais o tempo de espera nas urgências, que não vejo que venha a diminuir... a distância... as despesas com deslocações de doentes!
Por isto e por muito mais tenho de ser CONTRA!

o próprio disse...

Na minha opinião, sem querer ferir a susceptibilidade a ninguém, penso que a passagem por um SAP em determinadas situações é uma perda de tempo, até porque um SAP não está preparado para dar resposta a uma emergência real, e se as cordenações de socorro funcionarem bem, com VMER's a assistir os doentes e outras coisas que tais, tudo pode correr melhor. Tem de é que existir uma boa cordenação dos meios de prestação de socorro.

Anónimo disse...

até posso concordar mas e onde é que está a boa cordenação dos meios de prestação de socorro?aliás onde é que está a boa prestação de socorro? para já o que há é SAP´s a encerrar!
o anónimo de 20 Fevereiro, 2008

o próprio disse...

Não posso deixar de lhe dar razão, mas o problema realmente é esse, começamos as obras pelo telhado.
Os meios já existem, se há falhas na cordenação, e admito que existem muitas e graves, têm de ser corrigidas com urgência para que se possa prestar uma boa resposta as necessidades socorro pré-hospitalar.
Se todas estas condições se conjugarem devidamente e a cordenação for bem aplicada, teremos uma melhor qualidade na prestação dos serviços, e aí meus amigos, poderemos constatar que em caso de emergência real, é uma perda de tempo a passagem pelos SAP's dos centros de saúde.

Anónimo disse...

Não deixa de ser curioso admitir que "começamos as obras pelo telhado", há quantos séculos é que são tomadas medidas desajustadas???? Isto é MAIS uma medida completamente descabida de contexto... E como é que se quer que isso seja aceite pelas populações???? Não é fácil!
Continuo a ter a mesma opinião.... até prova em contrário... SOU CONTRA!
:)
anónimo de 20 de Fevereiro, 2008

Anónimo disse...

É impressão minha ou este blog ficou parado no tempo?????
É Pena!