segunda-feira, setembro 01, 2008

Há 1 000 Mensagens Que Pretendo Diminuir A Iliteracia Científica Dos Nossos Queridos Intelectuais!

A mensagem 1 000, como mandam as regras protocolares deveria ser especial.

1000 posts desde 19 de Julho de 2003, cinco anos passados, mais de 400 mil page views e 300 mil visitantes, recusando entrevistas, agraciado com algumas distinções, mantendo um saudável anonimato, desde há uns largos meses alargado a mais dois médicos bloguistas, hoje dia da milésima mensagem, eis que chega a notícia do Correio da Manhã que vai direitinha para o post 999 e ensombra o post 1000.

E como é que um chefe de redação permite que uma jornalista invente um facto (soprado ao seu ouvidinho por alguém num qualquer bar da linha, ou talvez após uma agitada noite a dois ou a mais, nunca se sabe, pois "a tradição já não é o que era" e nós sabemos pelas colunas sociais que as jornalistas já namoram hoje e desnamoram amanhã, casam hoje com o chefe de redacção e amanhã com o administrador.).

Aliás todos sabemos quanto difícil é manter a verticalidade e também todos sabemos que nas profissões dos media, a melhor forma de se subir na vida é na horizontal...

Mas o post 1 000 era para saudar o Nelson Évora pelas brilhantes lições que nos tem dado de desportivismo e inteligência, assim como a medalhada de prata e especialmente o António Pereira, da Juventude Operária do Monte Abraão, que cortou a meta num honroso 11.º lugar.

Também o "Augusto Cardoso, o outro português que alinhou na prova dos 50 km marcha, chegou num modesto 40.º lugar entre 47 homens que cumpriram o percurso.

Não se sentindo nas melhores condições físicas, este atleta do FC Porto fez questão de alinhar e completar a prova, até porque o percurso até Pequim não foi fácil.

«Eu trabalho oito horas por dia e depois treino. Pinto gruas e a minha empresa deixou-me treinar para estes jogos. Pagou-me dois meses de ordenado para eu ir fazer estágio e eu queria-lhes agradecer. Se eu estou aqui é graças a eles», afirmou Augusto Cardoso, no final do trajecto que, confessou, «foi muito duro»."


E dou um rabuçado dos Arcos e um caramelo de Badajoz a quem adivinhar qual foi o órgão de informação que nos informou que havia atletas de alta competição que treinavam depois de 8 horas a pintar gruas. E foi a Pequim e terminou a sua prova...

3 comentários:

Anónimo disse...

Belas lições de vida que aqui foram postadas, tanto no sentido positivo como no negativo, neste post 1000.
Deveremos aprender com a humildade de uns e com a arrogância de outros, sabendo que o caminho do meio nos leva sempre a lugares que não nos envergonham e nos dão o verdadeiro conhecimento.
Parabens, continuem e força para dizerem o que vos vai nas almas.
Um grande obrigado!

JV disse...

Parabéns e obrigado por estes textos todos.

Queremos mais 1000!

Kika disse...

Parabens...

Beijo e abraço desaparecido!