sexta-feira, agosto 07, 2009

Então Senhora Bastonária?

Hoje on-line, no Correio da Manhã:

“Infarmed arrasa métodos da farmácia no caso dos doentes cegos

Injecção para olhos sem etiquetas no Santa Maria

As injecções que cegaram seis doentes no Hospital de Santa Maria não tinham as etiquetas que deveriam existir para identificar o farmacêutico e a hora a que tinha sido realizado o preparado. Segundo apurou o CM, não está esclarecido se foi mantida a integridade das embalagens no percurso entre a farmácia hospitalar e o bloco operatório.”

4 comentários:

Anónimo disse...

Tem piada que a Ordem dos Médicos não encontrou nenhum problema nos procedimentos da Farmácia!!

Mário de Sá Peliteiro disse...

«INFARMED REJEITA LIGAR CEGUEIRA A ERROS NA FARMÁCIA - O Infarmed insiste que a inspecção feita à farmácia de Santa Maria não tinha como objectivo encontrar uma causalidade entre eventuais problemas com o medicamento e a cegueira causada nos seis doentes. Vasco Maria garante que não há uma relação de causa-efeito que tenha sido analisada pelo Infarmed.»

Anónimo disse...

Talvez se houvessem mais farmacêuticos nos hospitais portugueses não existissem lacunas em certos procedimentos. Talvez assim se pudessem fazer monitorizações farmacocinéticas e poupar dinheiro e vidas, mas é claro... isso não é importante até porque primeiro está a construção de um TGV cujo retorno e proveito nunca irá existir.

Farmacaustico disse...

Interessante
Chegam ao bloco seringas não identificadas e administra-se ao doente????
E a culpa é da farmácia????
Culpa de quê??? Da falta indesculpável de deixar sair medicamentos mal identificados, certamente.
Mas de se administrar ao doente.....!!!!!!! ????
Sem comentários!!!!!!!!!!