sábado, março 28, 2009

Falência Da Psicologia?

Como sei que há muitos psicólogos leitores e seguidores deste blog, lanço uma pergunta em jeito de provocação sobre os casos conhecidos de transexuais (feminino --> masculino) que engravidam e sabendo que até à cirurgia os interessados são consultados por psicólogos para uma melhor compreensão da sua vontade de mudar de sexo.

Pergunto: o que falhou? A psicologia? Ou trata-se de um embuste e os doentes manipulam os psicólogos e a consulta?

1 comentário:

Ana Rita Dias disse...

Há questões que são de tal forma controversas, que mesmo dentro da classe dos psicólogos originam discordia.
A mudança de sexo ("apenas") é um processo muito longo em termos de se obter autorização. A pessoa é avaliada por um equipa de profissionais de saúde, inclusivamente os de saúde mental, e a cirurgia só é permitda após o cumprimento de vários critérios pela parte do transexual. Um deles é a permanência da decisão e a avaliação de uma estabilidade emocional ao longo do tempo. Por exemplo, a pessoa não tem autorização para a cirurgia, se não vestir roupa e adqurir hábitos do sexo oposto à luz da sociedade. As consequências dessa mudança mais externa e a capacidade da pessoa gerir isso é que determina se está ou não preparada para se assumir como transexual.
Até aqui, e como é uma decisão da pessoa, aparentemente está tudo bem.

Já a questão da gravidez, é algo de totalmente novo e parece-me que indepedentemente de opiniões, não nos é possível prever a curto/médio prazo, que tipo de repercussões isso trará à nossa sociedade e em especial aos bebés. Não existem estudos sobre isto. Se isto continuar a acontecer (que é o mais provável), vão surgir estudos dá comunidade de saúde mental no sentido de se perceber o que tudo isto implica. Aliás, essa duas pessoas já estão concerteza a ser seguidas.

Para já, a reacção anti-natura, é a natural... Não é uma falha da psicologia. É uma inevtabildiade de todas as formas de evolução a que assistimos diariamente. E tdos sabemos, que a evolução também tem a outra face da moeda...