sexta-feira, março 06, 2009

A IGREJA CATÓLICA QUER TER MÃES COM 9 ANOS!!!!!!!!!!

Excomungados por fazer aborto a menina de 9 anos

15h14m
O acerbispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, excomungou, esta quarta-feira, a mãe, os médicos e outros envolvidos no aborto realizado por uma menina de 9 anos, grávida de gémeos. Segundo a polícia, a criança foi violada pelo padrasto, que terá confessado os abusos.

A menina foi para uma maternidade pública no Recife. Assim que foi internada, na terça-feira, começou a ser medicada de forma a interromper a gravidez. No final da manhã desta quarta-feira, abortou. "Se a gravidez continuasse, os danos seriam piores. A menina corria o risco de morte ou de ficar com sequelas definitivas e não poder voltar a engravidar”, argumentou o médico Olímpio Moraes.

A reação do arcebispo foi imediata. Assim que soube que o aborto tinha sido consumado, Dom José Cardoso Sobrinho disse que “a Igreja Católica considera que houve um crime e um acto inaceitável para a doutrina". Assim, decidiu que "todas as pessoas que participaram do aborto, com exceção da criança, estão excomungadas da Igreja", afirmou.“Para incorrer nessa penalidade eclesiástica, é preciso maioridade. A Igreja é muito benévola com os menores. Agora os adultos, quem aprovou, quem realizou esse aborto, incorreu na excomunhão”, afirmou Dom José Cardoso Sobrinho, que faz parte da ala mais conservadora da Igreja. De acordo com o arcebispo “aos olhos da Igreja, o aborto foi um crime, pois a lei do Homem não está acima das leis de Deus”.

A lei dos homens, nomeadamente a brasileira, tem duas indicações legais para o aborto ser legal: em caso de violação e de risco de vida. A menina estava incluída nos dois casos. As entidades de defesa da mulher, criança e adolescente discordam da decisão do arcebispo.

“Há organizações que não levam em consideração a vida desta menina num momento como este e fazem uma grande polémica em torno do caso que é aprovado por lei”, afirma a educadora do SOS Corpo, Carla Batista.O teólogo e ex-professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), João Batistiole, acha que a excomungação “é uma posição dura, difícil de entender", uma posição institucional. "Acho que a igreja perde um pouco da credibilidade perante os fieis”, acrescentou.

E falam em crise de identidade e de fé na Igreja Católica? Pudera!

11 comentários:

Jaque disse...

Em primeiro lugar, não estamos mais na Idade Média, onde a Igreja Católica tinha poderes políticos e econômicos sobre a população. Em segundo lugar, a posição da Igreja pode ser comparada aos extremistas islâmicos,que julgam que as leis de Deus se sobrepõem sobre as leis dos homens. Em terceiro lugar, os fiéis buscam por religiões mais humanas, mais justas e não aquelas que passam a mão na cabeça de pedófilos e criminosos nazistas e acham que o aborto nas circunstâncias deste caso é pior do que um crime hediondo como o estupro. A inversão de valores da Igreja é ridícula!!! Sou católica por destino (não escolhi ser batizada nela)e digo que é melhor não ter religião do que fazer parte desta que passa a mão na cabeça de estupradores e pedófilos. Quem hoje realmente se preocupa com o que a Igreja Católica acha? Excomunhão... isto quer dizer que estes médicos e a mãe da menina não entrarão nos céus? no "Reino de Deus"? Acho mais provável que quem não entrará nos céus é este arcebispo e todos os outros coniventes com esta opinião da Igreja Católica.
Gente, a IDADE MÉDIA JÁ ACABOU... E FAZ TEMPO!!!

Anónimo disse...

Impressionante... Sou católico...
Apesar de acreditar nas doutrinas da religião, não acredito na personificação das mesmas... pois, a interpretação que foi dada pelo bispo é algo adequado para o Século XII, nada comparável, ao século XXI. Acredito que esse bispo não seja defensor dos padres pedófilos que existem na nossa religião, espero que ele da mesma forma que falou para o Presidente buscar assessoria para discutir teologia... que ele procure assessoria para discutir medicina... São seis anos mais residência médica... e não dez minuitos de um pensamento pedófilo.
Isso é defesa da pedofilia e não da religiosidade.

Anónimo disse...

Excomunhão! Haja paciência para tanta ignorância!
E o que será que o sr Bispo propõe para o violador!? Talvez umas missas e umas quantas horações... talvez de joelhos no altar do sr Bispo!?
Esta gente enoja pela hipocrisia e pela descarada protecção dos seus valores obsoletos e obscurantistas!!
A excomunhão - se calhar não é tão mau assim! Pensem bem, quem raio quer pertencer a uma comunidade como esta!?
Perdoem-me a "imagem" menos politicamente correcta, mas estas coisas tiram-me do sério!
Parabéns pelo Blog.

NauCatrineta disse...

Não sendo frequentes, estes casos estão relatados. No Madison Memorial Hospital, no estado americano do wisconsin, têm nascido crianças filhos de outras crianças ... Sem grandes complicações físicas, embora obviamente com maior taxa de partos precoces, cesarianas e gravidezes complicadas. A questão é que olhamos para isto apenas como um pretexto para fazer política, em vez de pensar nas pessoas em causa, e na (falta de) prevenção. Obviamente que é um péssimo sinal dos tempos, mas a solução nao pode ser pior que o problema.

Lifepassenger disse...

Comentários neste caso não são necessários o Post diz tudo !!!

Gleiton disse...

Concordo plenamente com o post de "NauCatrineta"!

Bem, para início de post..
Não existe Meio-Cristão, meio-católico, meio-protestante! Ou você é e cumpre a doutrina por completo, ou você não é e não cumpre por total, ponto.

Uma instituição Religiosa com tanto tempo de existência, que tem dogmas a ser seguidos, tem leis a ser seguidas por aqueles que dizem ser seguidores e obtém o nome da religião em sua vida, NÃO pode ser contra à tais, ou se segue ou não, pois se não seguir, automaticamente tal religião não existiria, porque não teria uma posição firme, uma visão e vivência séria do que é e prega. A Igreja Católica quanto a este caso, está mais do que certa, não pode ir contra suas leis de Fé.

Se uma pessoa se diz Cristã e verdadeiramente é, acredita em Deus, e se acredita em Deus, automaticamente crê em milagres e que Deus não permite nada à uma pessoa que ela não possa suportar!

A começar que ela nem menstruar, menstruava, e ainda assim ficou grávida. Como citaram aqui em cima, existiam e existem ainda, outros caminhos para este caso, sem que seja prejudicial para a vida da gestante e da (as) vida (as) que está (ão) sendo gerada (s).

Portanto, se você é cristão, ou segue o Cristianismo à risca, ou deixe de ser cristão. Ou segue tudo e professa sua fé, ou não é e não professa!

A mãe e a família que criou esta criança tem grande culpa em tudo o que aconteceu com ela.. Como em tanto tempo de abusos pelo padrasto, a mãe, a família, não perceberam que a criança não era mais virgem, ou não percebeu tais atos do padrasto dentro de casa!?

Existem muitas pessoas que tinham doenças incuráveis à medicina (Câncer, Aids, Cegos, Paraliticos...), e todos curados misteriosamente, e nem mesmo a MEDICINA soube explicar..! Quem, Como estas coisas acontecem!?

Eu acredito verdadeiramente em Deus, em Jesus Cristo! Sou Católico e pratico a Fé, com verdade e sou extremamente contra o Aborto, a Camisinha... que são automaticamente contra à Vida, ao Amor e à Família!

Existem outros meios para se "sair desta cilada"!

jorge vicente disse...

viva a Igreja!
viva o Cardeal Ratzinger!
Viva Jesus Cristo!
Viva todos os que lutam contra o aborto!

Viva os anjinhos que estão no céu
que se enfurecem contra crianças demoníacas!

Foi satanás que entrou no espírito dessa criança e a fez perder!!! O padrasto foi apenas o instrumento!!!!

(claro que quem acreditar em todas as barbaridades que eu disse ou é terrorista do Vaticano ou é inumano).

um grande abraço a todos
Jorge Vicente

NA disse...

o q este/a gleiton diz é simplesmente risível.

NA disse...

Off-topic:
Que tipo de "médico", quando se lhe pede para explicar porquê a tomada de uma decisão séria, diz unicamente que da profissão dele percebe ele?
Há gente que nunca deveria ter posto sequer os pés numa faculdade de medicina. Tristeza. E revolta, por ninguém ter mão neste tipo de gente.

Cristina disse...

QUERES GANHAR DINHEIRO COM O TEU BLOG?

Entra no blog “O Mundo dos Bloggers Portugueses” em http://omundodosbloggers.blogspot.com e torna-te afiliado na rede NetAffiliation onde ganharás dinheiro com o teu blog.
Não percas esta oportunidade para tornares o teu blog mais atractivo e útil pois no http://omundodosbloggers.blogspot.com encontrarás diariamente um vasto conjunto de dicas e ferramentas para melhorares o teu blog.

Gerofil disse...

Autarca de Vila Real de Santo António acusa bastonário dos médicos de corporativismo

Vila Real de Santo António, 19 Mar (Lusa) - O presidente da Câmara de Vila Real de Santo, António, Luís Gomes, acusou hoje o bastonário da Ordem dos Médicos de "corporativismo", depois de Pedro Nunes descrever como "ridículos" os tratamentos a doentes oftalmológicos em Cuba.

"Tenho pena que uma pessoa com as responsabilidades do senhor bastonário prefira colocar esses interesses corporativistas à frente dos interesses da população do seu País. Por isso, considero que o Dr. Pedro Nunes não reúne condições para continuar a representar uma classe de pessoas dignas e que trabalham em prol das pessoas", afirmou Luís Gomes em declarações à Agência Lusa.

Para o presidente da Câmara algarvia, as afirmações do bastonário "são um insulto para quem, perante a ineficácia de um sistema e o alheamento de muitos dos profissionais que teriam a obrigação ética e moral de acudir a um problema que afecta milhares e milhares de portugueses, teve de recorrer ao auxilio da sua autarquia".

Luís Gomes disse não se "espantar" com "o tom agressivo e grosseiro do dr. Pedro Nunes, a quem este assunto incomoda, não só como bastonário mas sobretudo como médico oftalmologista".

"Acredito que a acção que desenvolvemos ao levar mais de 230 doentes a Cuba o incomode e prejudique enquanto profissional ou mesmo empresário na área da saúde. Mas era o nosso dever enquanto cidadãos e como eleitos", defendeu o autarca.

Luís Gomes convidou ainda o bastonário da Ordem dos Médicos a "visitar Vila Real de Santo António e conversar com alguns dos munícipes que foram tratados em Cuba".

"Às vezes a proximidade ao mundo real humaniza. Pode ser que, tal como a iniciativa promovida pela Câmara de Vila Real de Santo António mudou o panorama dos cuidados de saúde no País, esta visita coloque o senhor bastonário do lado de quem precisa efectivamente e não do lado dos interesses corporativos", acrescentou.

Pedro Nunes considerou hoje, em declarações à Lusa, que a ida de portugueses a Cuba para tratamentos oftalmológicos era "absolutamente ridícula", defendeu que "o País tem médicos e serviços que cheguem" e apenas "precisa é de organização e juízo".

Em causa estavam as viagens pagas por Municípios como Santarém ou Vila Real de Santo António para doentes oftalmológicos fazerem tratamentos em Cuba, que Pedro Nunes disse terem sido "um insulto" e "quase um crime", por implicarem um gasto "sem nexo" do dinheiro público.

O bastonário disse ainda suspeitar que por trás destas iniciativas estavam "motivações eleitoralistas".

MHC.

Fonte:
http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Autarca-de-Vila-Real-de-Santo-Antonio-acusa-bastonario-dos-medicos-de-corporativismo.rtp&article=209170&visual=3&layout=10&tm=2&rss=0