domingo, maio 28, 2006

A "Revolução" Nas Farmácias Não Existe!

Depois de falar com vários farmacêuticos, parece-me que estas medidas interessam a:

a) ANF.

b) Belmiro de Azevedo e outras grandes empresas de distribuição do género.

c) Ao negócio. Todos me disseram que as farmácias com estas medidas vão valorizar. O seu preço vai inflacionar bastante.

d) Não interessa aos jovens licenciados pois o grande capital não irá pagar os ordenados que pagam os actuais farmacêuticos donos de farmácias aos seus colegas farmacêuticos.

e) Às duas empresas já existentes que controlam milhares de farmácias na Europa. O ramo português de uma pertence à ANF.

f) Ao dr João Cordeiro que continua a impedir a liberalização da instalação de novas farmácias, prejudicando os jovens farmacêuticos.

Em conclusão: o negócio das farmácias continua protegido!

A Ordem dos Farmacêuticos continua perplexa com o Governo!


"A Ordem dos Farmacêuticos manifestou-se "perplexa" com as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro para as farmácias e advertiu que a liberalização da propriedade daqueles estabelecimentos pode provocar "concentrações económicas nefastas"." do JN.

4 comentários:

Anónimo disse...

A liberalização das farmácias se se vier a concretizar, vai ser como tudo o resto, há sempre uma forma de dar a volta e continuar nas mãos daqueles que detêm o dinheiro...não será um jovem licenciado que poderá abrir uma farmácia, a não ser que ele ou os pais sejam detentores de uma pequena fortuna.A mim parece-me que essa camuflagem já existe,por isso pouco ou nada vai mudar.

Mário de Sá Peliteiro disse...

Eu próprio, MEMI, continuo perplexo e desconfiado.
Há muitos pequenos grandes pormenores a esclarecer.

De uma coisa tenho a certeza, a liberalização da propriedade, per se, não beneficia em nada a população.

Anónimo disse...

Que se lixe os farmacêuticos, não perdemos grande coisa. A maior parte são meros empregados de balcão. Nem se nota diferença entre um farmacêutico e um ajudante de farmácia.

LK

Anónimo disse...

A dor de cotevelo e a invejicite aguda a funcionar. Eu até aposto que este "Anónimo" é um reles técnico de Farmácia frustrado por não ter conseguido ser farmacêuitico. É a vida. Retrate-se!