quarta-feira, novembro 05, 2008

O 5º poder ao serviço do regime ?

Ou como um título jornalistico pode fugir do essencial, fazendo a propaganda desejada...para que serve dizer que uma estrutura prestadora servirá até 10.500 utentes ?

Não tem mais médicos interessados em lá trabalhar? Ou esse centro de saúde não tem (milagre!) utentes sem médico de familia?
Só falta equipar os profissionais com o espectacular Magalhães ( pois...se até os assessores do nosso Primeiro o usam...)!


Nova unidade de saúde servirá até 10500 utentes
"Espaço Saúde" de Aldoar vem colmatar falta de médicos de família
LILIANA FIGUEIRA


A mais recente Unidade de Saúde Familiar "Espaço Saúde", de Aldoar, no Porto, abriu e já começou a atender os primeiros dos 5250 utentes previstos. A qualidade dos cuidados é a aposta deste "projecto novo".


Depois da criação das unidades de Serpa Pinto e de Ramalde, esta é a terceira USF do Centro de Saúde de Aldoar a abrir, e que vem resolver a situação de alguns utentes que estavam sem médico de família. Como explicou, ao JN, a coordenadora da unidade, Cristina Sousa, trata-se de um "projecto novo, com autonomia funcional e organizativa".
Segundo a responsável, a prestação de cuidados "vai funcionar de uma forma diferente, que se acredita ser a mais eficaz e dar a melhor resposta às pessoas". Neste sentido, a unidade está a trabalhar com três médicos, quatro enfermeiros e quatro administrativos. Uma equipa pequena que, na opinião de Cristina Sousa, "vai ser mais flexível na organização e vai conseguir adaptar-se às mudanças necessárias".


No futuro, e por estar numa zona que, em termos populacionais, está em crescimento, a coordenadora da unidade prevê que a equipa aumente. "Estamos preparados para duplicar a capacidade de atendimento, visto que temos boas condições para atingir, no máximo, os 10500 utentes", garantiu.

Outra das potencialidades apontadas por Cristina Sousa refere-se ao facto de os utentes serem sempre atendidos: "Na falta de um dos profissionais, é assegurada a intersubstituição".

A nova USF vai prestar os serviços tradicionais de um centro de saúde, ao nível médico e de enfermagem. Haverá, por exemplo, consultas domiciliárias e específicas para determinados grupos, como as crianças e os idosos.


Para a directora do Centro de Saúde de Aldoar, Maria dos Anjos Reis Lima, "este modelo é óptimo. São profissionais que se conhecem, o que facilita o trabalho em termos de humanização e de comunicação".
A qualidade do atendimento é, aliás, a grande aposta do "Espaço Saúde", como refere uma das enfermeiras, Marilene Silva. "Não é preciso ir a um médico privado para haver bons cuidados. Nem tudo o que é público é mau", afirma a jovem. Maria Nunes, de 70 anos, utente da USF, confirma: "Estas novas unidades são óptimas e funcionam lindamente. Quem me dera que o privado fosse tão bom como é isto!".

7 comentários:

Sahaisis disse...

Qualidade dos cuidados prestados não devia ser coisa subjacente a QUALQUER instituição de saúde?

Sahaisis disse...

jesus...uma colega chamada Marilene? :s

Anónimo disse...

Pois...mas trata-se de uma USf com apenas 3 médicos já que uma 4ª terá desistido deopois dee conseguir ver sancionada a sua transferência oficial de CS...como é que se vão intersubstituir das 08 às 20 horas em período normal? E nas férias ou por doença? E agora é que vão aprender a trabalhar bem? O que faziam até agora?
E como é que essas pessoas usufruem de todo um piso de um edificio e todos os outros, bem mais numerosos, são acantonados e acondicionados no piso de baixo? Ah... ter uma USF fica bonito, cai bem e é politicamente correcto...
Assina: uma médica remanescente mas não acomodada ( mas que não quer ser perseguida pela directora que tem afihados e enteados)

João disse...

Caro anónimo é por demais evidente que nunca ninguém ficará doente ou irá de férias!!!

As coisas quando funcionam bem é assim.

Valha-nos o facto de cada vez haver menos estúpidos que se deixam enganar por estas coisas!!!

Anónimo disse...

Vivam as USF.

Anónimo disse...

É impressionante como as mesmas pessoas, mudam a forma de pensar e trabalhar num click, desde que lhes comecem a pagar mais !! Ou será a pagar o justo? A verdade é que a grande motivação para o trabalho sempre foi, e vai ser o salário, porque ao fim de meia dúzia de anos a trabalhar em medicina ou enfermagem, o ideal de servir melhor os doentes e ser um escravo da sociedade desvaneceu-se...

médicaquetambémexplica disse...

por acaso para mim é importante sentir, como sinto, que me pagam o justo valor pelo meu trabalho, acho que isso me dá responsabilidade e motivação. mas não percebo é quem é vai ganhar mais numa USF.