quarta-feira, janeiro 28, 2009

Sindicatos dos médicos fazem ultimato à ministra

Expresso on-line - Vera Lúcia Arreigoso 18:20 Quarta-feira, 28 de Jan de 2009

"Em causa estão os sucessivos adiamentos do Ministério da Saúde para receber os sindicatos e discutir a nova proposta das carreiras médicas.
A Federação Nacional dos Médicos e o Sindicato Independente dos Médicos fizeram hoje um ultimato à ministra da Saúde, para que Ana Jorge retome a negociação das carreiras médicas até ao final da semana. Caso a pretensão não seja satisfeita, as duas estruturas sindicais farão um apelo ao primeiro-ministro para que intervenha no processo.
Em causa estão os sucessivos adiamentos do Ministério da Saúde para receber os sindicatos e discutir a nova proposta das carreiras médicas. Em declarações ao Expresso, Ana Jorge justifica o atraso com a complexidade desta reforma. A ministra adianta ainda que as versões finais do novo documento a apresentar aos sindicatos deverão estar prontas em breve, podendo assim ser dado início ao processo negocial.
Criticada por negociar em paralelo com a Ordem dos Médicos uma matéria que os sindicatos dizem ser da sua exclusiva competência, a ministra Ana Jorge alega que apenas ouviu a Ordem sobre os graus médicos, conforme diz ser legítimo.
A tudo o que diga respeito às carreiras médicas propriamente ditas, Ana Jorge reafirma que a negociação será sempre feita com os sindicatos."



Estas negociações são exclusivamente do foro sindical.

A Ordem teima em manter um diálogo com o Ministério sem esclarecer convenientemente a Ministra, porquê pergunta-se?

Alguém sabe a razão?

Isto faz-me recordar o meu avô quando eu era pequeno, já nessa altura ele dizia que, "o bom senso era sempre necessário mas havia pessoas com muito pouco!"

8 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma vez a Ordem se substitui aos Sindicatos.
Já nos vai habituando a tratar mal os assuntos dos outros, a prejudicar conversações e a esquecer os problemas que são do seu pelouro.
Gostava de saber ao fim e ao cabo o que pretende a Ordem com mais esta triste actuação?

Ana Jorge disse...

Ultimato? Senão fazem o quê? Um atentado à bomba? Poupem-me!

Carlos Arroz - SG do SIM disse...

Um atentado à bomba é coisa de fundamentalistas ou nacionalistas. Os Sindicalistas médicos podem ter que negociar mais alto se quem o deve fazer, SE a Ministra da Saúde, persistir em atropelar as indicações do próprio Primeiro-Ministro.
A persistência de negociações paralelas com a OM, em matérias em que esta não é parte, é uma provocação que terá a resposta adequada.
Claro que para Sindicalistas esclarecidos a luta está hoje muito longe de ter o padrão observado noutras lutas commanifs grandiosas e greves heróicas.
O País merece que o poupem.

Mauricio Ferreira disse...

Acabo de voltar da melhor férias da minha vida!!!
Rios, lagos, cachoeiras de águas cristalinas!!!
Fantástico!!!!!

Me surpreendeu q em Bonito MS existe a única agência de viagem 24h.(agrencia AR)

Bom...o que importa é q agora vou poder aco`mpanhar o blog.

O conteúdo é ótimo.
Parabéns!!!

Carla Silva e Cunha disse...

cada vez mais conhecemos pessoas sem bom senso...

Manuel Pizarro disse...

O que vou eu dizer à minha chefe ?

San'Iago disse...

O Pizarro já anda por aqui também!!!

Anónimo disse...

Estou a ver que o blog tem gente fina a comentar!
Qualquer dia é a "VIP" da saúde!
Ou quem sabe quantos se escondem atrás do anonimato?