sexta-feira, setembro 08, 2006

Direito De Resposta

Embora não solicitado pelo autor, divulgo como direito de resposta a este post, este mail recebido do jornalista Fernando Esteves:

" De:
Fernando Esteves
[mailto:fernandoesteves@sabado.cofina.pt]
Enviada: sexta-feira, 8 de Setembro de 2006 11:49
Para: memai@sapo.pt
Assunto:

Uma amiga que não tem nada de particularmente útil para fazer pediu-me para ver este blogue, sem me dizer do que se tratava. Por piedade, lá lhe fiz a vontade. Quero dizer-lhe (identificadamente, claro está) que você é uma merda de homem e o seu blogue é um esgoto a céu aberto.

Fernando Esteves
--------------------------------------------------------------
Fernando Esteves
SÁBADO newsmagazine
Av. Conde Valbom, nº 30, 6º
1050-068 Lisboa
Telefone/Phone Nr.: 210126500
"
----------------------------------------------------------------

Apenas quero reafirmar que, embora com adjectivos fortes e personalizados, apenas tento criticar o trabalho e nunca a pessoa, que no dia seguinte pode assinar um excelente trabalho.
São estilos de escrita, e este é o meu!

21 comentários:

Anónimo disse...

Tanto cinismo de todo o lado!

Raúl R Boldão disse...

Não acredito que seja uma merda de homem, mas que é corporativista, é.
Talvez se deixar de parte esse seu radicalismo médico, este blog se converta num ponto de discussão interessante....

Agora, a opinião desse senhor jornalista não está em sintonia com o profissionalismo da revista onde colabora. Sem dúvida que é uma (má?) pespectiva pessoal...

Anónimo disse...

... Que se diga a FE: Só um homem excepcional consegue desempenhar tantos papéis.
De crítico acérrimo, a corporativista, a radical, a sensível, a equilibrado, a inteligente, a cínico, a céptico quase pirrónico, a irritante, a confiável, a amistoso, a intragável, a desejado, a detestado, a inoportuno, a temerário, ... a....... gente diferente!!!!
qual D. Sebastião...versão possível e melhorada :)

MAR

Anónimo disse...

Que resposta esperava a " só posso crer que o jornalista sem nome (não lhe dou o prazer do Google o vir buscar a este site!) estava demente (ou alzheimerizado, como se diz hoje) e teve vómitos de conteúdo fecalóide para o teclado do seu computador, sofrendo de alguma obstrução alta do tubo digestivo com acumulação de detritos em locais cinzentos."?

Poucos "Mar" compreenderão. Aliás, faltou-lhe, ao "mar", dizer, insensibilidade e bom-senso. Mas não se pode dizer tudo.

Medico Explica disse...

Não esperava outra coisa, como é óbvio. Sei o que escrevi e a profundidade das palavras. Tem sido o meu estilo, quando critico trabalhos jornalísticos, personalizando as críticas ao trabalho específico jornalista=trabalho, mas não pretendendo criticar o ser que está por trás do jornalista. Uns compreenderão outros não. Será natural que criticando os media, não venha a ser aplaudido por eles.

Mas há alguém que me compreende: a "Mar". obrigado.

Rui disse...

Ainda que não se aprecie a forma como o autor do blogue opta por se exprimir, não é razão de o atacar de forma brutal como fez este senhor jornalista. Antes ser-se corporativista que mal-educado...
Um abraço, Rui

antonio disse...

Em relação à missiva do dito jornalista não só é mal educado mas como ser vivo deve ser do mais desprezivel veja amaneira como refere-se a uma pessoa das suas relações penso que não é uma excepção aos jornalistas e comentadores que se arrastam na revista em que trabalha

Anónimo disse...

Tem piada, quando escreveu FE, lembrei-me de facto de um queque d'O Independente, para mim jornal de culto desde a sua nascença (nos tempos dos gloriosos VPV, MEC, PP, MFM, mais tarde JPC...), semanário de deleite, escrito por e para pessoas inteligentes (isto independentemente de se concordar ou não com as diferentes opiniões, aliás diversificadas).

Até ao dia em que surge o tal FE, hipérbole de outros espécimens que tal.
Mente básica, opiniões básicas, pseudo-informação parcial, sensacionalismo bacoco. E a figura fenomenal de "especialista" em saúde (???).
À mistura tiques de capricho, como esta "birra".

O princípio do fim de uma companhia semanal que me faz falta. Paciência, os erros pagam-se caro, e os FE ainda mais caros se pagam.
E o erro nevrálgico foi desprezar a população específica de leitores daquele jornal, e pretender roubar audiência ao correio da manhã e ao 24 horas.

Já sabíamos desde então que ele preza e cultiva a imagem de esgoto que refere. Afinal, ele alimenta-se dele.

Ou seja, um rato.
Na minha modesta opinião.

AV

Anónimo disse...

logo este AV a falar de ratos, hihihi

Anónimo disse...

Esse jornalista retrata exactamente o que muitos jornalistas são: Uma merda, sem respeito por ninguém, sem escrúpulos, sem educação e civismo e sobretudo ignorantes!

Medico Explica disse...

Nota: a colocação da resposta deve-se exclusivamente ao facto de o jornalista se referir ao blogue da forma que se referiu (o seu blogue é um esgoto a céu aberto) pois quer se queira quer não, o blogue é do seu autor, mas também dos seus leitores, que o animam, a partir da altura em que há comentários públicos.
Não há qualquer vitimização!

Anónimo disse...

Caro medicoexplica: a nota que agora deixou, devia constar do post. Lá está, nem sempre o que se pretende dizer é bem transmitido.
POrque bem sabe que faz críticas e fala de assuntos e de pessoas, muitas vezes de forma irascível. Veja o gáudio que lhe deu falar de CP como o fez, ou de falar de quem se queixa com razão, com o maior desdém, como aqui há tempos de uma sr.ª teresa, de chaves...
Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele.
O que o sr. aqui faz também é jornalismo avulso e nem sempre de boa qualidade.

naoseiquenome usar disse...

Bem, o que faltava agora era que viesse alguém reivindicar rigor jornalístico a um blog!
Um blog que só lê e "frequenta" quem quer e ainda por cima de graça, e se o fazem porque não têm nada de útil para fazer, olhe dê graças ao aspecto lúdico e aos ganhos adquiridos com tal atitude, entre milhares de blogs, alguns sem ponta por onde se lhe pegue; mas cada um tem o direito de os gerir como quiser, enquanto as entidades onde estão alojados o permitirem.

Ora essa!

Não sei se o Sr. Dr. MEMI tem carteira jornalística.
Seguramente terá carteira profissional de médico.
E entre muitos artigos escritos por aqui, alguns são de grande valia.
Outros há, é certo, que são de afronta, de provocação, ou de quase ofensa se se quiser.Eu própria às vezes fico chocada. Com os comentadores do blog também. Alguns manifestam uma "quase" falta de respeito pelos outros.
Na notícia em questão é utilizada uma linguagem muito forte, e são tecidos juízos sobre um determinado trabalho, que lamentavelmente se podem confundir com juízos sobre a pessoa por detrás do trabalho.Lamentavelmente, repito, porque pessoas argutas percebem que não pode haver confusão quanto aos papéis.
Acrescente-se contudo, a bem da verdade, que a notícia em causa nada tem de exclusiva, resultando antes da compilação de vários casos trazidos a público, quase sempre de forma distorcida e que ali também não se cuidou de aprofundar. Acrescente-se ainda que a referência a entidades citadas como fonte do "exclusivo" é uma falácia, para não dizer outra coisa.

Mas convenhamos, caramba: o saldo deste blog que o sr. jornalista apelida de "esgoto a céu aberto", é, largamente positivo! Podemos até dizer que é um "esgoto Channel" :)
Agora o que o "sr." jornalista nunca poderia fazer, era atacar o homem por detrás do blog! Acaso conhece-o no seu quotidiano? Como ser humano? Ou a mim, que também tenho um (pseudo, é certo, não percebo nada daquilo em termos operativos), blog. Ou aos "n", exponenciais que os têm? (em caso afirmativo, pelo desculpa. è minha convicção que não!)
... Caso não saiba FE, isso é difamação (ou não ponderou tal, FE? ... olhe que o aviso está claro no cabeçalho do blog)!
Justificadamente, FE, conceder-se-lhe-ia o direito de criticar o blog. Mas não apresentou (ao que parece), nenhuma justificação. Foi, simplesmente, ofensivo!

E, mais: se repararem bem, o Dr. MEMI,até costuma, em cada "notícia", respeitar a pirâmide jornalística, a saber - quem? quando? onde? como? porquê? - coisa de que os srs. jornalistas encarteirados se têm vindo a esquecer amiúde.

Cumprimentos bloguísticos, até para os comentadores mais "impetuosos" (muitos anónimos, o mais possível, vá-se lá saber porquê).

Anónimo disse...

Parabéns naoseiquenomeusar!
Você não existe!
Demasiado equilibrada e imparcial para ser verdade!
O que faz na vida?
Mais um anónimo desculpe.

naoseiquenome usar disse...

Entre outras coisas, respondo-lhe, caro anónimo.
E também durmo, às vezes, e assim...
tal como...trabalhar.

Paulo disse...

Depois de ler os seus comentários ao artigo "Crimes de Bata Branca", não posso deixar de lhe dizer que apesar da linguagem forte empregue concordo plenamente consigo sobre a inépcia, a preguiça, a aldrabice e o "disparate na forma escrita" com que foi feito o dito artigo. A resposta do seu autor só está de acordo com a ideia com que fiquei do dito "jornalista" (será que é mesmo jornalista?...). Envio-lhe um abraço de parabéns pela sua frontalidade.

Anónimo disse...

Caríssimos

Esse tal Fernado Esteves acualmente pago pela Sábado é o mesmo do Independente que depois passou a "especialista da saúde" da TVI...

Palavras para quê?

Anónimo disse...

JORNALISTA EXPLICA JORNALISMO A ANÓNIMA ANONIMANETE IDENTIFICADA

Essa dos «W» não é a técnica da pirâmide invertida, mas sim a dos «cinco W».
Quanto ao remoque aos anónimos, não se percebe lá muito bem, vindo de alguém que assina "Não sei que nome usar".
Adiantando um palpite para a profusão: será que há tantos anónimos porque o autor do blogue também o é?
Hasta la vista

PS - Só, mesmo, dormir e trabalhar??!! Que desperdício de tempo... : - )))

naoseiquenome usar disse...

Minha querida Jornalista explica:
Como já alguém disse, fiz um mero comentário, rápido, de improviso e sem correcções, que de facto isto não é, nem pode ser trabalho!

De resto, deixe-me então lembrar-lhe, que os "W", que mencionei estão correectos (a que agora fez referência), mas cometi uma falat capital e que só depois me apercebi: "O QUÊ?" o tal "H"- correspondendo aos lead - logo, já que pretende fazer crítica construtiva, faça o favor, mas informe, sim?
Ao correr da pena saiu-me pirâmide, que agora e bem lhe deu o nome de invertida (apenas uma técnica possível), onde os lead são construídos por parágrafos autómonos no seu sentido ou semântica.

Da sua investigação jornalística e por azelhice minha, facilmente chegaria ao meu nome...
Garanto-lhe que tenho nome!

Ah: e aceito sugestões para aproveitar melhor o tempo!

Cumprimentos bloguísticos.

(comentário feito em segundos e sem revisão. Faça o favor de rever se lhe der gozo)

francis disse...

Ah, ah! M, rapariga estás em forma! Quem não se mete contigo sou eu!
P.S. Não te aflige que a "jornalista" contrate o S.I.S. para descobrir o teu nome? :-)))
BJS!!!

naoseiquenome usar disse...

Òh meu "velho" e querido amigo Francis:

Obrigada!

Pois é, rapaz! O SIS, a Europol, a Interpol, o FBI....

(sabes? ao menos que te leia... vai aprender umas coisas!)