quinta-feira, outubro 12, 2006

Senhor Boldão E Seus Pares: A Censura Não Passará!

















Por mais que não gostem do que aqui se escreve, este blogue continuará, enquanto tiver mais de 200 visitas diárias e eu entender.

Não gostam, muito bem.

Discordam, muito bem.

posts errados. Muito bem.

Os comentários existem para vocês se exprimirem. E eu aprender e corrigir se necessário.

(Fotos retiradas da Internet através do Google.)

50 comentários:

Anónimo disse...

parvo


do Lat. parvu ou parvulu
Definitivamente você é.
adj.,
pequeno;
apoucado de juízo ou entendimento;
idiota;
s. m.,
indivíduo parvo ou atoleimado.

e
PARA A PRÓXIMA, QUANDO QUISER DIZER O QUE QUIS, PRETEDEU EXPRESSAR, DIGA CLARAMENTE, agora dar sinificados às coisas que elas nunca podem ter...

polosul.bolgs.sapo.pt disse...

Não se esqueça da variável dos "leitores" ;)

psi disse...

well... parecia brincadeira aquela do melhor da URSS, mas parece que é verdade

Iglésias disse...

"De facto, nem este comentário deveria merecer. Está visto que quem colocou este post é um idiota. "

Anónimo disse...

Eheheh!!!
Agora falamos de vermelhos!
será menstruação?

"Microbiologista explica" disse...

Sobre os ultimos "acontecimentos":Nao corroboro minimamente os pedidos de extincao deste blog. Com os seus defeitos e virtudes e' um espaco que deve continuar, tem o seu lugar na blogosfera e serve a sua funcao, mesmo que por vezes este seja de puro entretenimento. Como qualquer outro blog vale pela dedicacao do seu autor em o actualizar, pelos temas (polemicos ou nao) que expoe, e porque se lhe apetecer faze-lo, o doutor e' livre de ter desvarios em publico. :) No geral o balanco e' POSITIVO, o blog + comments, a informacao+contra informacao sao no geral elucidativos, no que diz respeito a conhecimentos, a opinioes, ao estado do pais e das coisas. Penso que desconhecer opinioes, nao as discutir, receber a informacao unilateral de um jornal, nao e' um conceito abrangente de informacao...dai o valor inestimavel da internet e dos blogs. Quem definitivamente nao gosta/nao se identifica tem uma boa solucao...nao ca passar.
doutor, pela minha parte agradeco-lhe a dedicacao ao seu blog e o entretenimento que nos proporciona.
Atenciosamente "microbiologista explica"

dxdf disse...

Sr Doutor.
Conseguiram chateá-lo mesmo a sério!
Parece-me que as coisas ficaram um pouco (muito) descontroladas por estes lados.
Fico contente pelo blog continuar.

Never betray the way you've always known it is.

Raúl R Boldão disse...

De facto, ó homem, voçê deve estar a sofrer de stress pós-traumático.

A decisão é sua. Só quis ajudar, pense nisso. Ficaria com uma vidinha mais desafogada, não teria que consumir energia para pôr as células cinzentas trabalhar para postar, não andaria angustiado para disponibilizar novos temas e novos posts, não entrava em conflitos com ninguém, mantinha os seus niveis de cortisol mais baixos, enfim, seria melhor para si. A sua vida levaria uma volta de 180 graus

Não quer fechar a "tasca", não feche, mas pretende censurar os "embriagados", é?

Carl Sagan, um astrofísico memorável já dizia que "não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar".

Aluno de Medicina Explica disse...

Normalmente sou daqueles visitantes assíduos do blog pouco activos e que não costumo deixar comentários mas hoje que se comenta a extinção deste blog não pude deixar a minha palavra de incentivo ao MEMI para continuar com este espaço que a mim, enquanto aluno de medicina, tanto gozo e prazer me dá ler! Muitos parabéns pelo seu blog e muita força para continuar :)

dxdf disse...

Parece que o sr Boldão ficou "ensandwichado" (valha-me deus) entre dois argumentos que para mim constituem um motivo mais que óbvio para que este blog não se extingua: o prazer que alguns estudantes de medicina (como eu )têm em ler este blog que para mim já constitui uma espécie de barómetro semanal e funciona como o 1º café da manhã.
E parece-me também que se o Sr Boldão não gosta, terá sempre a opção de não o ler. E agora faça um favor a si próprio:
Go fu... yourself.

Nota: não cite Carl Sagan . Ele sentir-se-ia envergonhado. Era um homem de ciência e como tal sabia que a pior forma de censura era a auto-censura

medicazinha disse...

Ainda não percebi de que se queixa esta gente toda... quem não quer ler, nao lê.
Pessoalmente, leio o blog de vez em quando, concordo com umas coisas, outras não, mas o que me faz sair do sério são os insultos... em latim e com direito a transcrição do dicionário e tudo!
Este site não é de passagem obrigatória: quem não gosta, tira dos "bookmarks", apaga da sua memória o endereço, etc. etc.
Ainda bem que a censura se fica pela tentativa.
E já agora, esclareciamos o senhor Raul Boldão que "você", para além de ser uma palavra um pouco rude, se escreve sem cedilha...
E ja sei que serei acusada de corporativismo. Venha ele.

muitoasério disse...

Pois eu quero deixar aqui uma opinião, por contra-ponto à anterior, e que é mesmo muito a sério!
Esta coisa dos blogs não pode ser tão livre que ofenda as pessoas ou os princípios básicos da dignidade e do respeito.
Assim sendo, a auto-censura é fundamental para que não se expressem, reiterem e defendam asneiras ou más práticas, venham elas de onde vierem!
Parece que por enquanto vigora a lei da selva nos blogs. Mas já temos exemplos de casos na justiça.

muitoasério disse...

E só mais uma achega:
"Você" é apenas um tratamento dado por gente bem educada, supostamente a gente bem educada. Nada tem de desusado e substitui o institucional "sr". O tratamento por tu a quem não se conhece de lado nenhum como tantas vezes acontece por aqui é que será sintoma de má-educação e excesso.
Tenho dito.

Anónimo disse...

Finalmente:
Carl Sagan tinha um saber multidisciplinar e inclinação para a boa escrita... por isso, dizer que o Sr. Boldão ficaria envergonhado e não dizer o mesmo para o "Sr. MEMI", valha-nos Nossa Sr.ª dos Aflitos

Anónimo disse...

ehehehe
Já sabíamos que os intelectuais a quem se dirige o blog eram os doentes (aqueles que pssam pelo consultório do MEMI of course)
Agora ficamos a saber que também são os alunos de Medicina. Um deles dxdf, continuando alunjo e tendi chumbado a determinada frequência, até pergunta lá no blog dele se será menos médico por issso ehehehehhehhehehh

jornalista disse...

O desconhecimento da língua é um flagelo.
Quer esta gente ser médica.
Ao que estamos sujeitos...

medicazinha disse...

Sr. muitoasério, não tratei ninguém por tu, muito menos o senhor, por isso presumo que a "boca" não seria para mim.
Quando digo que é rude, é porque subsituir "você deve estar a sofrer" por "o senhor deve estar a sofrer" é muito mais elegante, simpático, respeitoso e respeitador dos ditames da língua portuguesa.
Apesar de todas as bacoradas que se possam acrescentar.
E não discordo que a autocensura é muito importante. Mas dar a opinião jamais poderá ser condenável...

muitoasério disse...

Você médicazinha, tão-pouco pecebe de linguagem.
O emprego do Sr. em tais circunstâncias, apararenta-se com o emprego do termo esposo ou esposa na linguagem corrente, em vez de marido ou mulher, por pseudo-intelectuais eruditos, que nem sabem a calinada que estão a cometer e ainda por cima até acham mais "respeitoso"

Anónimo disse...

Se a opinião não fôr desrespeitosa e se contiver nos limites...

jornalista disse...

Convenhamos (de novo):
Este MEMI é rato esperto!
Com este "espectáculo" todo até sobe as audiências!
Não, está uns furos ACIMA da TVI!

Stª Bárbara valha aos intelectuais.

June disse...

É isso mesmo!
Desistir é próprio dos fracos!
Bjs

jornalista disse...

Minha querida June,
Tmabém a menina, ou você, não percebeu nada.
Passe bem

Raúl R Boldão disse...

Medicazinha,
a minha pessoa, talvez ao contrário da sua, não dispõe de todo o tempo do mundo para vir aqui, escrever, "postar" e reler o "postado"... Daí que ocasionalmente possa sair algum erro... No entanto, se eu fizesse um reparo deste género a alguém, certificaría-me que o meu texto estava isento de falhas.
E posso dizer que encontrei um punhado delas no seu post. Procure lá. Faça como os meus filhos quando eram pequenos, veja onde está o Wally!

Os demagogos que argumentam que o blog só incomoda quem por cá passa, não poderiam ser mais falaciosos... A internet é de todos nós, faz parte da sociedade global, cabe a cada um de nós fazer dela algo melhor, algo com qualidade...

Num raciocínio comparativo, diria que dessa forma então, o desemprego se importa e concerne a quem está desempregado, não é?
Falso, a sociedade somos todos nós, e não podemos fechar os olhos ou ignorar o que está errado.
Dessa forma, a conjuntura finaceira de portugal também não me interessaria... eu tenho meu ordenado ao fim dos mês...
Ou então, o fecho das urgências seria-me indiferente... eu frequento o privado (o que não é verdade), entendem o raciocínio!

Se estivessemos nos EUA já algu´me tinha proposto uma petição para encerrar esta "pocilga corporativista"!!!

Anónimo disse...

Sinceramente ! No meu meio, o de operariado da construção civil, os divãs são muito mais confortáveis. E, tal como eu, o nível académico é abaixo do nono ano de escolaridade

Anónimo disse...

...Então anónimo, pode continuar por aqui...

Anónimo disse...

sem desprimor para o anónimo que talvez tenha um nível intelectualo bem superior à média dos frequentadores da tasca

AS disse...

Cá por mim só não entendo o título do post.
Censura? Mas qual censura?
Falamos de quê?
Aqui também há ideologia?
Estará iminente uma Revolução?
Será que de facto somos assaltados de novo pelo que já não pode existir em democracia traduzido em fascimo ou comunismo?
Tanta teimosia! Tanto querer desentender o que está deferonte dos olhos.

Isto é patético, desculpem-me!
E sim, a auto-censura é fundamental para opinar fundamentadamente, com segurança e sem ofensa a ninguém!

Boa noite.


Cumprimentos.

AS

dxdf disse...

Em resposta ao anónimo que se riu por eu ter chumbado a uma frequência queria uma vez mais sublinhar que chumbei a UMA FREQUÊNCIA, NÂO CHUMBEI À CADEIRA.
Percebeu o português sr(a)?
Também não sou de me gabar, mas lá vai: apesar de ter chumbado a essa frequência, tive oprtunidade de repeti-la e consegui uma média muito alta (a mais alta do curso).
O facto de se rir e de gozar com uma situação que me foi particularmente difícil e (pior ainda) ter usado o meu desabafo para atacar só demonstra o tão pequeno, pouco inteligente e infeliz é.
Fiquei com uma nota bastante alta à cadeira.
Ria-se disso

Anónimo disse...

Cá o anónimo não se riu por isso, mas porque se intitula MÈDICO, sem o ser.
Ele há coisas...

Anónimo disse...

E porque, se calhar, para se resguardar e grangear o respeito dos seus eventuais fururos doentes no futuro, devia ter mais... comedimento

Anónimo disse...

E porque definitivamente ser novo, não é sinal de boa perspectiva...
Vai aprender que:
- hipocrisia é preciso;
- saber sofrer sózinho também;
- a exposição nada traz de benéfico.

Um dia vai perceber caro aluno. Enquanto fôr aluno, nunca mais poergunte: Serei menos médico por isso?
Você não é médico.
Mesmo os que o são sabe deus....

Anónimo disse...

A título de exemplo, dxdf
o MEMI, eventualmente bom profissional, mas teimoso característico dos homens de esquerda formatados, com este post, denunciou-se, êxpôs-se para além do razoável

Anónimo disse...

A salvação do MEMI é esconder-se atrás de um nick. Agora você caro aluno...

asaudenocentro disse...

A única coisa aqui que vi criticada foi a falat de bom-senso, a incapacidade de receber críticas, a inflexibilidade de juízo e a resistência à mudança exigívil.
Censura??????????????????????????????????????????????????????????
Onde?????????????????????????????????????????????????????????????????????????

dxdf disse...

Nunca me intitulei médico caro senhor e muito menos me expus. Se o sr(a) se desse ao trabalho de pensar um pouco entenderia que jamais me intitularia médico para depois me identificar como estudante de medicina.
Só usei a expressão "serei menos médico.." porque entendo que o processo de formação de qualquer indíviduo é gradual e naquele determinado momento deparei-me com um novo obstáculo que parecia que de certa forma me tinha atrasado a vida na medida que me tinha afastado quase de uma forma abismal do meu objectivo.
Não tenho sequer a pretensão de me intitular Dr nem outra coisa qualquer e não entrei neste curso com o objectivo único de conseguir um título mas esse título é necessário para eu fazer aquilo que quero e que gosto.
Espero que tenha percebido isso.

Não gostei da forma como fui tratado e acho que tenho direito de me defender.

Entenda-se que não é que tenha concordado com o que o MEMI postou (antes pelo contrário) mas penso que seria um erro acabar com este blog (como foi sugerido pelo Sr Boldão) devido a um comentário infeliz.

Anónimo disse...

meu caro dxdf
você usou também a expressão " o meu hospital"


tenha cuidado

dxdf disse...

Agradeço a preocupação, mas os hospitais são locais exclusivos dos médicos ?
É apenas o local onde estudo e passo a maior parte do meu tempo.
Mas percebi a intenção.
Está corrigido.

leitor disse...

Também não vi censura por estes lados, nenhuma, nenhuma.
Só críticas, boa parte fundamentadas.
E quando não pedidos de esclarecimento que efectivamente o MEMI ou MEMAI (ainda não sei) não dá.
Talvez valha a pena reflectir na arrogância que tem demonstrado, de puro corporativismo, não acompanhado de saber, nem inter, e muito menos multi-disciplinar.
Não lhe fica bem.
Continue pois escudado na figura do MEMI ou MEMAI ou qualaquer coisa do género, pos de outra forma seria muito mau para si.
E eduque-se na flexiblilidade.
Alguém que já revelou estar nos 50 ainda vai a tempo.

São os meus votos.

barão disse...

"Vai longa já a faladura, despeço-me do meu prezado amigo, tem Vossa Ilustre Senhoria, um blogue aberto para tecer as refinadas e argutas considerações que desejar, sempre que deseje partilhar com este seu humilde e insignificante criado, bem como com os outros leitores, todas as suas brilhantes e intelectualmente superiores conclusões."

June disse...

Bem!!!!
Que o Memi mantenha o blog e que os anonymous, microbiologista,dxdf, boldão, aluno de medicina e outros mais, incluindo moi meme, não deixem de o comentar, senão... isto pede metade do interesse.
Bom fim-de-semana

medicazinha disse...

Sr. Boldão,

Tenho pena de não poder ter comentado o seu post logo de imediato, mas ao contrário do que insinua, não passo a vida agarrada ao computador.
Já agora, quem é o senhor (ou você, que bonito que fica), para dizer "a minha pessoa, talvez ao contrário da sua, não dispõe de todo o tempo do mundo para vir aqui"?? Esse "talvez" safa-o de ser acusado de ter feito declarações erradas sobre mim. Mas acredite que todos perceberam o que quer dizer. Enquanto o senhor "postava" para aqui, estava eu a noite toda acordada numa urgência... a trabalhar efectivamente. Surpreendente?

medicazinha disse...

E mais... escreve-se e diz-se "certificar-me-ia" e não "certificaria-me"... A ver quem precisa de brincar ao Wally...

Anónimo disse...

pois é médicazinha, reconhece então o valor das palavras e o jeito que dá ter um dicionário à mão ou ao pé ;)

Anónimo disse...

Não deixa de ser curioso que o Sr.Boldão, bem algumas outras personagens, se mostrem sistematicamente mais interessados em fazer um exibicionista exercício de escrita, sempre em tom bem agressivo, do que em contrapor o que nos posts é descrito.

O senhor escreve para delapidar, pessoalmente criticar e rebaixar o indivíduo em questão. Chega a ser enauseante...

A blogosfera ficaria bem melhor sem a sua atitude destrutiva. No entanto, nunca me atreveria a pedir-lhe que deixe de escrever uma linha sequer, pois a liberdade de expressão não merece ser posta em causa por tão triste figura.

Raúl R Boldão disse...

Estou estupefacto. É sabido que sou leitor do blog.

Em tempos era uma pessoa mais interventiva do que o corrente momento.
Actualmente comento quando tenho disponibilidade e quando penso que o devo fazer.
Não simpatizo muito com o autor do blog (também não é novidade para ninguém), mas quando um jornalista penso eu atacou ferozmente este blog, acorri em defesa do autor do blog. Vivemos num estado democrático, sem censuras e com um direito inegável - o da liberdade de expressão.
Por várias vezes "convidaram-me" para abandonar o blog. Não o foz devido a uma calúnia do Sr. AV, e também simplesmente porque não quis. O MEMI reservou-se no direito de optar ou não pela minha presença, e manteve a sua postura democrática ao não censurar as minhas opiniões.

O que me deixou estupefacto foi o seguinte: regressei ao blog para "pôr a leitura em dia" e resolvi também ler alguns comentários (visto que o meu nick tinha sido utilizado no título de um post do blog - "Senhor Boldão e seus pares: a censura não passará!"). Supresa minha quando dou de caras comigo próprio!!!! Ou seja, alguém (má fé?) usou o meu nick (agravante: não é um nick registado) para exprimir as suas opiniões pessoais usando um nickname que habitualmente me está "reservado".
Foi de mau gosto esta brincadeira (não sei se foi levada a cabo por algumas inimizades que cá tenho deixado...) e de forma alguma reflecte na íntegra, a minha livre opinião.
Desta forma, cria-se um ambiente de desconfiança entre todos, ou seja, não sei quem são os anónimos, e os nicks não registados poderão ser "qualquer um".

Aos intervenientes dos "meus" supostos posts, as minhas inimputáveis desculpas!


Raúl R Boldão (brevemente registarei o meu nick)

Raúl R Boldão disse...

Foi uma brilhante estratégia de ataque pessoal. Cobarde, mas uma boa estratégia.

De qualquer modo, de forma alguma, este recente acontecimento anula todas as minha convicções, que até defendi.


Raúl R Boldão


P.s. Medicazinha, também nunca me revelei fã do wally, ou tão pouco a minha filha! (não tenho filhos do sexo masculino) No entanto como nunca tinha disponibilizado este tipo de informações, ninguém suspeitou quando o pseudo-boldão disse "filhos". Detectei essa gralha agora!

Alfredo Visconde de Sousa disse...

Ha leitores que procuram informação nos blogs - errado! Não se garante que são fidedignos (ou não se tem a certeza da fonte da informaçção na maioria dos casos)

Ha leitores que procuram esclarecimentos - errado! Aqui so se agride verbalmente o que não se pode no dia-a-dia - libertação de frustrações

insultos grafica e lexicamente cada vez mais elaborados

Parvoices cada vez maiores

Se quem manda nisto tudo prestasse atenção a estes comentarios, e se a opiniao de toda a gente tivesse o mesmo peso, não se teria passado da fase evolutiva relativa a Procariota!!

Básicos - libertar aqui pseudo ideias e ideais de meia tigela, dejá-vus e superioridade baseada em filosofia barata significa uma coisa: não tem um papel relevante na sociedade exterior...

Este é um pátio para a libertação das mais variadas frustrações e desvarios, interpelações de bem intencionados esgotadas na propria tentativa, e revelação de como POUCOS PODEM MANDAR EM MUITOS!!

CRESÇAM E FAÇAM ALGO DE UTIL NA VIDA

E eu, que estava interessado em sites onde se discutisse seriamente a reorganização das urgencias, para que se arranjasse um consenso que pudesse ser direccionado ao ministro... ...e só encontro DISPARATES!!

Por mentalidades e pessoas como voces é que este pais não vai para lado nenhum...BASICOS! Comer, beber, mulheres e homens, poder e dinheiro... ... mas nada de "brains"!

Anónimo disse...

Definitivamente isto cansa!!!
Este último comentador tem razão.
Os blogs são uma moda e o seu fim parece estar próximo.

No entanto, enquanto existirem, tiverem autores, leitores e comentadores, importam-se de ser ASSERTIVOS? Sim, ouviram, ASSERTIVOS!

Já alguém ouviu falar de ASSERTIVIDADE?!

- Linguagem transparente e alto respeito pelo outro -

ou se quiser pegar na moda por estas bandas do dicionário:

do Lat. assertivu

adj.,
que encerra asserto;

asserção


do Lat. assertione

s. f.,
proposição que se apresenta como verdadeira;
afirmação;
asseveração;
alegação.


afirmativo.

A manter-se este DILETANTISMO, talvez me venha a apetecer fazer minhas estas sábias palavras: "tenho um conselho para todos os senhores ( ...) que é o seguinte, vão todos para a libidinosa meretriz que vos deu a luz, corja de impotentes ide fazer felácios a cavalos e que um raio de luz celestial vos trespasse o esfíncter anal".

Já chega!


MAR

Anónimo disse...

Aos últimos dois comentadores:
por acaso deram-se conta que a única coisa que fizeram foi aumentar a "pool" de comentários idiotas e diletantes e, em poucas palavras, vieram engrossar a fileira das MERDAS que para aqui se diz?
Para quem muito critica, muito me apraz constatar que "quem se queixa, larga ameixa"...

Anónimo disse...

Serei-me ???? ai!ai ai!

SER-ME-IA