domingo, dezembro 21, 2008

Responsáveis da Unidade de Local de Saúde do Norte Alentejano apresentam demissão em bloco!

21 de Dezembro de 2008, 20:14
Portalegre, 21 Dez (Lusa)
- "O conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) apresentou a sua demissão em bloco à ministra da Saúde, Ana Jorge, revelou hoje à agência Lusa fonte hospitalar.
De acordo com a mesma fonte, os directores de serviços de médicos e de enfermagem do hospital de Portalegre e os directores de quinze dos 16 centros de saúde que compõem a ULSNA também apresentaram a sua demissão.
Esta tomada de posição, surge como forma de contestação por ainda não ter sido nomeado, por parte do Governo, dois elementos do conselho de administração para chefiar a direcção clínica e assumir o cargo de administrador delegado da ULSNA.
Este processo, segundo a mesma fonte, arrasta-se há dois meses.
A ULSNA, constituída a 01 de Março de 2007, integra os hospitais de Portalegre e Elvas e os 16 centros de saúde do distrito de Portalegre, depois de extinta a sub-região de saúde.
A mesma fonte hospitalar revelou à Lusa que, na sequência das demissões apresentadas à ministra da Saúde, os funcionários da ULSNA estão a promover um abaixo-assinado, que tem como objectivo mostrar a sua solidariedade para com os elementos demissionários.
O Ministério da Saúde anunciou hoje que está a preparar a criação de mais Unidades Locais de Saúde (ULS) para 2009, para juntar às cinco já existentes em Portugal.
O modelo de organização, que integra a gestão de várias unidades de saúde de uma região para optimizar a resposta dos serviços, foi iniciado em 1999 em Matosinhos e só a partir de 2007 voltou a ser aplicado.
Em Fevereiro desse ano foi criada a ULS do Norte Alentejano e, em Setembro de 2008, as do Alto Minho, Baixo Alentejo e Guarda."

HYT.
Lusa



Tanto alarido por tão pouco, (?) não me parece que seja este o motivo da demissão em bloco, do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, mas sim a gota de água, que fez transbordar o copo!

3 comentários:

Anónimo disse...

A não nomeação de Directores clínicos já vai sendo hábito por esse país fora! Conheço um Hospital Distrital da Região Centro que está sem Director clínico desde 1 de Fevereiro de 2008! Até se criou uma figura de "Assessor Clinico para o Conselho de Administração"!! Sabem o que é isso? Não? Pois eu também não! Se realmente o motivo da demissaõ foi esse, está a ULSNA de PARABÉNS, pois soube ter uma posição perante a tutela, pois um Coselho de Administração para funcionar em pleno e com total legitimidade deve ter na sua constituição um Director Clinico ( embora com a legislação actual o DC não tenha funções executivas!!)

Aproveito para desejar ao MEMAI e a todos os que por aqui passam, BOAS FESTAS e que o próximo ano de 2009 nos traga " Melhor Saúde em Portugal"!!
Maria Papoila.

Lifepassenger disse...

Noticia à parte :

Que este Natal seja repleto de alegria e bons momentos, são os votos sinceros Lifepassenger e Vera Carvalho

Anónimo disse...

Directores Clínicos???
E Coordenadores de Unidades, existem??? foram nomeados ???
É o foste!!!
Para o Ministério, importa é pagar o menos possível, que o trabalho aparece feito à mesma. A Senhora Ministra, e os que a antecederam, sabem que quem trabalha no terreno tem mais vergonha e dignidade que todos os ministros, secretários de estado e companhia.
E porque estão no terreno, em contacto directo com os utentes, fazem os possíveis e impossíveis para manter os serviços a funcionar, e cumprir o que entendem ser a sua missão.
Para quando um governo que respeite quem Trabalha?

L.C.