quinta-feira, outubro 23, 2008

O SIM não deixa de ter razão...

O SOL QUANDO NASCE NÃO É PARA TODOS?

O anunciado (Diário de Notícias) despacho do Ministério das Finanças a interditar aos quadros técnicos superiores (entre os quais os médicos) o recurso à mobilidade especial, que e recorde-se, permitiria a saída da função pública mantendo um vencimento menor mas acumulável com a remuneração por actividade no privado, é uma manifestação de requintada hipocrisia deste Governo!
Quando toca a cortar, inclusive nos direitos adquiridos e benefícios que em tempos foram apresentados como um atractivo, chamariz e mais valia, aí os médicos já são funcionários públicos como os outros…
Quando toca a deveres gerais da administração pública, aí também os médicos são funcionários públicos como os outros…Mas quando toca a algo de aproveitável e de positivo, aí a música muda de ritmo!
Assim não, meus senhores! As résteas de credibilidade são cada dia mais esparsas…

6 comentários:

Lifepassenger disse...

Concordamos plenamente.

Anónimo disse...

Precisamos de médicos não de mobilidade.
Com respeito às regalias perdidas: concordo com a sua revolta.

SABINE

Anónimo disse...

Mas há alguma dúvida de que os médicos sejam funcionários públicos quando têm como entidade patronal o Estado? Se não há dúvida, porque razão reivindicam permanentemente tratamento especial? É certo que a sua carreira tem particularidades que a distingue dos demais FP, mas têm também os benefícios daí decorrentes. Mais uma vez aqui se aplica "Em Portugal todos se acham iguais aos seus superiores e superiores aos seus iguais".

Anónimo disse...

Quais são os beneficios decorrentes para os medicos?? Gostava muito de saber... são a unica profissão que trabalha 24h seguidas, ou mais se for preciso, são flexiveis até ao extremo,.. se faltarem enfermeiros o serviço fecha, se faltarem médicos, os que sobram desdobram-se e veêm o dobro, triplo dos doentes e o que for necessario, trabalham noites e fins de semana, ganham horas extras (ah, será isso? que justo, deviam era trabalhar de graça!), ganham uma miseria pelo estado (1000 a 2000 euros em media), sim ou acham que é um salario justo para a profissão que é? Ou acham mesmo que devemos ganhar todos o mesmo? Se calhar a empregada de limpeza deve ganhar tanto como os medicos... ou não sejamos todos funcionarios publicos iguais e não devemos lutar pelas diferenças de classe!!

Anónimo disse...

Médicos a ganharem 1000 a 2000 euros em média? Quem? Os que acabam de saír da faculdade? É porque dos outros não conheço nenhum. E já agora, as outras profissões do funcionalismo pùblico também gostariam de fazer o sacrificio de ganharem horas extras como os médicos, mesmo com tyrnos de 24 horas, porque a vida está dificil para todos, não é?

Anónimo disse...

Pois será...
Ignora é por certo que os médicos são OBRIGADOS a fazer horas extraordinárias, caso único não lhe parece?
E sendo essas HE feitas em SU, sabia que depois dos 50 anos podem pedir escusa de fazer horario nocturno e depois dos 55 anos tb o horario diurno...e que a pedem na grande maioria dos casos, assim abdicando de horas extraordinárias ?