quinta-feira, junho 26, 2008

Se a moda pega...

Internamento de Pediatria de hospital em Amarante fecha de Julho a Setembro por falta de médicos
26.06.2008 - 10h03 Lusa

O internamento de Pediatria do Hospital de S. Gonçalo, em Amarante, vai encerrar nos meses de Julho a Setembro, devido à falta de médicos, disse hoje a administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS).
A administração do centro hospitalar - que agrega os Hospitais Padre Américo, em Penafiel, e de S. Gonçalo, em Amarante - alega "escassez de recursos humanos na especialidade de Pediatria", situação que provoca "dificuldades na gestão de escalas nos meses de Verão". "Foi decidido transferir para Penafiel o reduzido internamento de Pediatria, nos meses de Julho, Agosto e Setembro, para assegurar a qualidade assistencial aos doentes, sem recurso aos Hospitais do Grande Porto, mantendo-se todo o esquema de funcionamento previsto ao nível da consulta externa e urgência", informa a administração do Centro. José Alberto Marques, presidente do Centro Hospitalar, garantiu que a medida é transitória e que o serviço de internamento será reaberto no Hospital de S. Gonçalo a 1 de Outubro.

Se a moda pega...vai haver outros serviços a adoptar esta medida, nomeadamente alguns centros de saúde de norte a sul !

8 comentários:

Anónimo disse...

Cito:

"O director do Serviço de Oftalmologia do Hospital do Espírito Santo, em Évora, Augusto Candeias, garante que não existem razões para os doentes do distrito não serem operados nesta unidade, tendo em conta que o tempo de espera para cirurgia "é de 54 dias, não chegando a dois meses, estando, assim, bem abaixo do prazo clínico aceitável, que são seis meses".

Não sei como alguém pode vir dizer isto para a opinião pública. A minha mãe esteve quase 18 mese à espera de conseguir vaga numa consulta de oftalmologia e mais alguns meses para ser operada o ano passado.

Gi disse...

Há alguns anos não o internamento mas a Urgência de Pediatria em Lisboa fazia-se, no Verão, alguns dias no H. Santa Maria e outros no H. D. Estefânia.

O ano passado julgo que isso também aconteceu com a Urgência de Cirurgia Plástica, que em metade da semana era no H. Santa Maria e na outra metade no H. S. José.

Se calhar no mês de Agosto certas Urgências deviam deslocar-se do Porto para os hospitais do Algarve ;-)

Hospital Portugal disse...

Há uma degradação progressiva e agressiva de alguns valores da practica de medicina, "a prioridade é o paciente" não passa de uma miragem.
É extremamente triste e delorável ver alguns médicos agirem desta forma!

Anónimo disse...

Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale
do Tejo, I. P.
Sub-Região de Saúde de Santarém
Aviso n.º 18533/2008
Concurso interno de acesso misto para provimento na categoria de
técnico principal (área de radiologia), da carreira de técnico de
diagnóstico e terapêutica, sendo uma quota (um lugar) destinada
a funcionários pertencentes ao quadro de pessoal da Administração
Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I. P., Sub -Região
de Saúde de Santarém, Centro de Saúde do Cartaxo, e outra
quota (um lugar) destinada a funcionários de outros organismos.


Aviso publicado no Diário da República de 25.06.2008.

O 1º vogal efectivo do juri de concurso já faleceu há mais de um ano, coitado do senhor.

A Sub-Região... consta que também já foi extinta.

shaun the sheep disse...

Portugal no seu melhor!
Ás vezes ainda penso se não será uma piada!

Fénix disse...

Se a moda pega?
Já pegou a muito tempo, em diversos hospitais e centros de saúde, e agora, quem vai ser responsável pelas mortes ocorrida durante os transporte desses doentes?
Mais trabalho acrescido para os Bombeiros locais, que terão que solucionar um problema do SNS, mas os transportes não chegaram para todos

Anónimo disse...

E não é que está mesmo a pegar!!!
Agora é a vez do CHAA encerrar serviços na unidade de Fafe começando pelo serviço de ortopedia com a desculpa da saida dum médico ortopedista desta unidade. Ao que parece o CHAA acaba de contratar mais dois ortopedistas para este Centro Hospitalar....mas para trabalhar na unidade de Guimarães!Então não é por falta de médico mas talvez por má gestão dos recursos disponiveis... vá-se lá saber porquê!!!

J.F disse...

meu caro MEMI
E não é que parece estar a pegar mesmo?