quarta-feira, outubro 19, 2005

Anda Tudo Doido Com A Gripe Das Aves

Sem necessidade.
Todos querem comprar medicamentos.

A Roche, com a ajuda da comunicação social, é uma verdadeira vencedora deste jogo.

E não há medicamentos específicos para o próximo futuro virus influenza.

O melhor será sempre a prevenção.

3 comentários:

SATANUCHO disse...

O PAÍS DAS EPIDEMIAS
Depois da epidemia das vacas loucas, dos nitrófuranos e das meningites sazonais eis que um novo terror vem substituir o antigo terror dos incêndios (que já estava a ficar queimado): a gripe das aves.
Tal como os seus antecessores, este novo terror promete causar tantas ou (ainda) mais mortes, senão vejamos:
As vacas loucas, há uns anos causaram o pânico em Portugal, esta epidemia de alcance nunca totalmente confirmado teve um número de casos mortais calculado entre zero e nenhum. O número de animais mortos também foi alarmante, segundo as próprias palavras do responsável pelo cientifico:- «foram quase quatro», tantos como os casos mortais de almorróidas no mesmo espaço de tempo. No entanto houve um lado bastante postivo no meio de tanta desgraça: fartei-me de comprar carnucha de primeira ao preço da chuva e ainda hoje espero ansioso o próximo surto de BSE.
Depois foi o caso das galinhas drógádas, o nitrofurano. Que é uma coisa que nem o gajo que o inventou sabe bem o que é. Deve ser assim uma espécie de Aloé Vera, mas maléfico e que faz muito mal, tipo aquele senhor alemão (mas de ascendência árabe) que faz mal à avó, o Al-zheimer. Mais uma vez lá comprei galinha a meia dúzia de patacos e dava-me um gozo especial comer alarvemente frango assado nos restaurantes e ver os outros clientes a olhar-me de lado à espera que os olhos se me saíssem das orbitas, ou os meus tomates explodissem, ou seria à espera que os meus olhos explodissem e o tomates saíssem das orbitas? Já não me lembro bem…
No rescaldo disto nunca se provou o que quer que fosse do nitrofurano mas desconfiavam que podia ser potencialmente canceroso. Não sei se repararam bem na subtileza da coisa: é que a palavra potencialmente quer dizer que «pode ser que…», logo se algo pode ser potencialmente canceroso quer dizer que pode ser que possa ser canceroso, ou ainda pior: cancerígeno. Os jornalistas da TVI que despoletaram o caso poder ser que sejam potencialmente estúpidos. Já os nove milhões e tal de atrasados mentais que embarcaram nesta história pode ser que tenham feito figura de urso.
Já as meningites são uma epidemia anual, todos os anos supostamente atacam ao de leve as crianças portuguesas e ao de forte as suas mãezinhas.
A epidemia causa infecções nas meninges das crianças, causando fortes dores de cabeça nauseas a sensação de mal estar.
Mas são as mães é que são as mais atacadas pela terrivé doença, a estas a meningite causa fortes ataques de atrasadice mental, caracterizadas por uma forte vontade de chorar e gritar à porta de farmácias e especialmente de gritar coisas incompreensíveis em frente das câmaras da televisão, fenómenos como o arrancar de cabelos e o de bater com a cabeça nas pedras da calçada também foram observados assim como fenómenos de enriquecimento súbito dos donos das farmácias que vendem as ineficazes vacinas às pobres vitimas.
De modo que a gripe das aves veio para ficar, o que até pode ser bom porque como o calendário da gripe das aves se sobrepunha ao da meningite, este ano a epidemia da meningite teve de ser cancelada, não fosse o pessoal misturar tudo e ainda arranjávamos uma meningite das aves, coitadas, que já mal podem com a gripe.
De modos que, meus amigos, isto é um assunto muito sério, estão registados 67 casos mortais de GDA (gripe das aves) desde 1997, o que dá 7.44 casos mortas por ano, num planeta com 6.000.000.000 de gajos dá o módico número de cerca de um caso mortal por cada 806 milhões de pessoas, vai lá vai! O povo é sereno, estúpido que nem uma porta, mas sereno…

http://porcolatino.blogspot.com/

SATANUCHO disse...

P.S.please , não me venha dizer como é que se escreve «almorroidas» he he he

Raúl R Boldão disse...

É almorródias!