sábado, outubro 22, 2005

Benditas Horas Extraordinárias...

... que pagaram a quem (médicos, enfermeiros e auxiliares) durante a noite, enquanto outros se preparavam para mais um lúdico fim-de-semana, abdicou para estar de plantão.
A quem teve este coração entre mãos.



Não este que é um coração saudável.






Mas este entupido por anos de tabaco




E que fizeram isto durante a noite.










Mas a situação permanece muito complicada!

17 comentários:

Anónimo disse...

o homem passou-se dos carretos

Santa Cita disse...

Se uma vida não tem preço...

Anónimo disse...

Extraordinárias horas extraordinárias. Benditas cabeças e mãos. Parabéns aos médicos e restante pessoal auxiliar. Parabéns especiais ao médico do blog. Maldito tabaco.

Domingos Santos

Sandra Feliciano disse...

pois...

o que me irrita é que exemplos destes - que acontecem a toda a hora em qualquer instituição de saúde - não enchem páginas de jornais!

Porquê?...

...nem vale a pena tentar responder. Todos sabemos porquê!!

ela disse...

Ainda bem que há horas destas extraordinárias ou ordinárias!
Que recupere bem e depressa.

Mário de Sá Peliteiro disse...

Se fosse em horário normal de trabalho, e não em horas extraordinárias, estariam em melhores condições físicas e psíquicas para conquistar o sucesso...

Espero que tudo corra bem.

Medico Explica disse...

O falar em horas extraordinárias não é para as defender, mas para explicar que são inevitáveis em determinados serviços. Não sei ainda como terminará esta história em tempo real, mas o meu agradecimento aos meus colegas que decidiram intervir, em situação de extrema urgência, primeiramente contrária ao resultado dos exames (troponina negativa) e posteriormente in extremis, num coração a fazer um enfarte. E para que não haja mal-entendidos, não sabiam de quem se tratava.

Medico Explica disse...

O paciente em questão tem 50 anos.

Anónimo disse...

Exmo MEMI

Mais uma vez parabéns, por elucidar os intelectuais da razão de ser de certas horas extraordinárias, ordinárias incluídas.
Claro que os cardiologistas de intervenção poderiam estar de chamada, em prevenção. Mas assim demoraria mais, e se o miocárdio do Sr já é pouco agora, se calhar seria inviável com essa demora, a esta hora. Que o digam os olhos de doentes que acorrem ao "sítio" onde trabalho, onde por questões de poupança (e não por falta de meios físicos ou humanos) decidiram "cortar" nas horas da oftalmologia, pelo que qualquer problema oftalmológico urgente entre as 20h00 e as 8h00 passa a estar dependente da emergência do tratamento, já que a transferência ao Hospital mais próximo com Oftalmologia demora 1h30, no mínimo. Basta somar isto às 2h00 que o paciente demora a perceber que tem que ir à urgência, mais 30 minutos (vá lá) que demora a ser atendido (se não for noite de Inverno até é capaz de não ser mais), mais o trajecto, mais cerca de 1h00 (vá lá outra vez, mas com sorte) a ser atendido no Hospital para o qual foi referenciado para Oftalmologia, e dá 5 horas. Somar a glaucoma agudo (entre outros), e dá 5 horas... a mais. E um olho ou dois a menos.
Claro que isso só teria importância se fosse o olho do Sr. Sócrates. Ou da mãe dele. Ou de algum dos milhões de portugueses que urram pelo fim dos gastos no SNS. O que só prova que isso dos gastos com a saúde, só é mesmo problema até calhar ser com a nossa própria saúde, ou a daqueles que amamos...

Alfredo Vieira

Anónimo disse...

Chamo-lhe a atenção também, já agora, Exmo colega, para o facto de estar lentamente a destapar os pés do seu anonimato... :-)
Senão vejamos, é chamado para uma UCI para opinar sobre uma dor no peito: sabemos então que não é cirurgião nem de qualquer especialidade cirúrgica (excluímos para aí metade das possibilidades), nem da maioria das especialidades médicas que obviamente não teriam nada a opinar sobre uma dor no peito.
Clínica Geral? Não me parece que iria opinar numa UCI.
O que deixa três, e apenas três. Não pretendo que me responda, apenas que sorria: Medicina Interna, Anestesia ou Cardiologia?

AV

Medico Explica disse...

Caro leitor AV, leia bem os post e as mensagens e verá que as suas premissas podem estar erradas.

Raúl R Boldão disse...

As permissas do Sr. Alfredo Vieira, podem estar erradas, mas as CONCLUSÕES talvez não!! Repito, talvez.

Medico Explica disse...

Nem digo sim, nem digo não, apenas lendo bem o que eu disse, não fui um interveniente, profissionalmente falando neste caso. Também há muito tempo me identifiquei: sou médico, com "um bom par de anos" na profissão, inscrito numa especialidade na Ordem dos Médicos e igual a centenas por esse Portugal adentro.

Anónimo disse...

uma amiga deseja que tudo corra bem para o seu familiar.

Raúl R Boldão disse...

Compreendo a sua vontade em manter o anonimato. Eu sou adepto da mesma coisa no que toca a bloguices, ou melhor, internetices!!...Embora já tenha descortinado muito sobre a minha pessoa... mais do que habitualmente o faço. Ainda bem que tudo acabou em bem... para já!

Raúl R Boldão disse...

Cirurgicamente falando.

Anónimo disse...

Isto era uma brincadeira, não leve a mal...

AV