sexta-feira, outubro 07, 2005

A Voz Dos Enfermeiros

"Também poderemos catalogar os médicos em duas classes genéricas, das quais podem derivar n sub-classes não tão extremas.
1º Aqueles que sabem muito sobre a sua especialidade, mas que ignoram todas as outras, incluindo noções básicas de psicologia e trabalho em equipa. São profissionais altamente especializados, que encontram as soluções exclusivamente em resultados analíticos e outros exames, ignorando na maioria das vezes os comentários dos profissionais que passam 24 horas com os doentes e, ainda mais grave, ignorando as tentativas de comunicação por parte do doente, a quem não reconhecem nem o direito a ter opinião.
Para estes, a equipa de saúde é o médico. todos os outros existem para desempenhar tarefas, incluindo o próprio doente.
2º Aqueles que têm um espírito mais aberto, profundos conhecedores da sua área mas que entendem o indivíduo como sendo muito mais abrangente e complexo que a simples soma de órgãos que se podem avariar e arranjar. Estes reconhecem o valor do seu lugar, no seio de uma equipa multidisciplinar onde os outros profissionais têm uma palavra a dar e onde o doente é a primeira fonte de informação.

# posted by alguem que conhece a saúde por dentro
"

"Enquanto enfermeiro, licenciado e não há muitos anos, lamento que de facto hajam tantos profissionais de enfermagem incultos e sem capacidade de saber estar numa equipa multi-disciplinar (da qual não fazem parte só o médico e o enfermeiro). Porém, lamento muito mais que os hajam aqueles que não sabem estar na sua própria profissão e que desconhecem a sua ciência e a sua deontologia por completo. A Enfermagem não contempla fazer diagnósticos médicos ou prescrever fármacos. Contempla, isso sim, fazer diagnósticos de Enfermagem (ex. Risco de Infecção por Catéter) e prescrever Intervenções de Enfermagem (ex. Vigiar sinais de Infecção no local do Catéter). Enquanto colega de enfermeiros de várias gerações, considero que poucos sabem o que podem/devem fazer e que ainda menos reconhecem o seu potencial terapêutico, que é vasto.
Para concluir, um pedido: Não tenham pena dos enfermeiros, não os defendam como se de uns coitados se tratassem. Existem instituições próprias para isso.
Cumprimentos ao MEMAI e desculpem a extensão do texto.

# posted by Rui
"

7 comentários:

Anónimo disse...

¿No contestas a los bloggers españoles?

MRA disse...

Este blog é tão biomédico que enjoa ((((

Medico Explica disse...

Caro(a) MRA: Atão haveria de ser o quê? Biofísico? Biomatemático? Biofarmacológio? Biotecnológico? E olhe que o enjoo é biomédico, mas pode ser biopsicológio.a
Há uma coisa que lhe garanto: este blog é anti-"medicinas alternativas" como as querem vender ao Povo. Mas a favor da cultura e das crenças do Povo.

Raúl R Boldão disse...

A favor das "crenças do povo"? Repare que, as crenças do povo, estão muito relacionadas com medicinas alternativas!! O MEMI diz que, é "anti-medicinas alternativas", mas a favor da crenças do povo! Mete mais os pés pelas mãos do que o Correio da Manhã!

Medico Explica disse...

O sr Raúl Boldão pode perceber muito de Física, não nego. Mas de Medicina, por favor, é um zero à esquerda. Desculpe-me a franqueza. "Crenças do Povo", refiro-me à Medicina Tradicional de um Povo, temos em Portugal os bruxos, os chás de plantas colhidas no campo, temos Medicina Tradicional Africana, também muito rica. As ditas "Medicinas Alternativas" são uma moda comercial. A homeopatia terá cem anos, a fitoterapia é o comércio de grandes monopólios de plantas tratadas quimicamente, os milhares de nomes de técnicas de massagens são a vertente para gente fina, dos nossos endireitas e massagistas da nosso cultura, e por aí fora. E já agora diga-me: também há Física alternativa? A homeopatia, de que V. Exa poderá ser um adepto, contrarias as leis da Física, não é?

Anónimo disse...

Quando até as bacterias são necessarias para a sobrivivência do do homem, porque não são tambem os intelectuais conspurcados?

elin disse...

Para quem lê certos e determinados comentários pensa que os enfermeiros são apenas profissionais que executam tarefas a pedido do médico, engano os médicos é que executam tarefas a pedido dos enfermeiros. Os enfermeiros têm a capacidade de cuidar, enquanto os médicos apenas tratam.