quarta-feira, novembro 23, 2005

É Caricato ... Mas Foi Uma Decisão Clínica

Está aqui a história toda.

A médica foi prudente, e foi uma decisão tomada em benefício do doente, que muitas vezes não merecem estes cuidados, pois mesmo assim o Correio da Manhã angariou uma notícia e a dona Maria Imaginária, amanhã já poderá ser famosa!

"Operação cancelada no bloco" - aqui a caricatura.

José Carlos Campos - aqui o jornalista dos grandes casos.

Maria Imaginário - a protagonista.

As incorrecções -

"... viu ser cancelada a intervenção urgente para extracção do útero e ovários, devido a hemorragias frequentes, que esperava há seis meses." - se esperava há seis meses, embora necessária, não era urgente.

"A médica que iria operá-la decidiu, “no último momento”, não o fazer." - eis a cena: de bisturi em punho, coçou uma borbulha e disse: "Dah, não vou com a tua cara!"

“Olhou para mim e disse que eu não era sua doente e que não conhecia o meu processo, poria isso não me ia operar”, - médica competente e cautelosa.

“A doente, além de não ter assinado o termo de responsabilidade, é de risco: tem 49 anos, pesa 96 quilos e deveria ter deixado de tomar a pílula. Havia, por isso, risco de tromboembolismo”. - pois é, quis sexo até à última...

"A doente nega ter sido informada pelo seu médico para parar de tomar a pílula." - não ouvimos o médico, mas o facto da doente não assinar o consentimento e o termo de responsabilidade, levanta-me dúvidas.

"A intervenção foi adiada para segunda-feira." - onde se demonstra que não era urgente, como refere o jornalista.

4 comentários:

MCM disse...

Parabéns pelos 100 ooo ( agora já mais) visitantes!

Sandra Feliciano disse...

Quer dizer: (Eventualmente) não seguiu instruções médicas pré-operatórias, recusou-se a assinar o termos de responsabilidade, ficou à espera que os medicos se responsabilizassem pela sua saúde e ainda reclama?!...

... eu não digo que temos uma sociedade de adultos imaturos que se portam continuamente como criancinhas mimadas à espera que o "papá" estado ande com elas ao colo???...

IRRA!!!

SATANUCHO disse...

como é que o MEMI consegue ler um lixo como o correio da manhã é que eu gostava de saber. Grande estomago...

Medico Explica disse...

Para a Sandra, o "irra" também vai para o tipo de jornalismo. Onde está a notícia naquela peça? ual o interesse? Eu imagino: todas as edições têm que trazer uma peça jornalística sobre médicos e saúde e à falta de outra melhor, publica-se o refugo, por jornalistas pagos à linha...

Para a Satanucha : uma das virtualidades da internet é que nos permite a acessibilidade a muita coisa.